A PRONÚNCIA DA MINHA LÍNGUA PELA TUA FLOR* (Webston Moura)

Revista Para Mamíferos

 

Entre tuas pernas
o segredo que me segreda,
que come a minha palavra,
despetala minha língua
vermelha como o vermelho
dos códices de anjos ígneos.

Entre tuas pernas
sou a lavra que dá luas,
a pronúncia resolvida
entre inferno e Tom Jobim.

____________________________
* O presente poema foi publicado na revista Para Mamíferos, nº 3, 2011, Fortaleza-CE, que tem como editores Glauco Sobreira, Jesus Irajacy, Nerilson Moreira, Pedro Salgueiro, Raymundo Netto e Tércia Montenegro. Contato: paramamiferos@gmail.com.

______________________________

Anúncios

Esteja à vontade para comentar, desde que respeitosamente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s