Raiz de Orvalho e Outros Poemas – Mia Couto

 

1. Sou julho,
estou explicado só pelo sol

Meu erro
é procurar um território
apto a nascer

A única geografia
que me aceita é a poesia

Como a chuva
que repousa entre nuvem e terra
me escrevo
na ausência de todas as línguas

2. Me esqueço-me:
só me falto eu
pra ficar todo só

3. Antes de nascer
já eu tinha envelhecido tudo

Por isso,
não me espanta
o casal de pedras
nem a árvore que me engravidou

Minha doença
felizmente,
é muito miracurável.

______________________________
Raiz de Orvalho e Outros Poemas
Mia Couto
Editorial Caminho

__________________________________
Créditos da imagem: Editorial Caminho
__________________________

Anúncios