Neve I - Ana Flávia Junqueira

Neve I – Ana Flávia Junqueira

 

A natureza comove, ainda que estranha,
ainda que saturada de sua substância-mesma,
extensa de matéria, ausente de secura,
escura e subterfúgia, clara e solar.

A natureza passa, mas não cessa,
que o que cessa é o domingo em que capturada
esta imagem foi:  era pouco depois de um ônibus
                                 e de um pássaro,
                                 longe, muito longe,
                                 onde as palavras tem outra música,
                                 os ossos se ressentem do frio
e as liras cantam no dorso dos rios congelados.
__________________________________

Anúncios