Neve III - Ana Flávia Junqueira

Neve III – Ana Flávia Junqueira

 

Não, não é a sombra de um profeta
que acompanha esses passos.
Nem é a perda do senso de quem sai ao frio
sem motivo maior que o valha.

Quis apenas, um pouco de longe, ousar
a música que meu próprio corpo acende,
estando só e inteiro ao alto desta incerta planície.

Aqui estive em criança:
dourada tarde em rútilos querubins
            contra o naufrágio do futuro.

Saudade.
______________

Anúncios