ESTRELAS (Webston Moura)

Chaves de Prata

Chaves de Prata

 

Ao longe,
rebanhos de azuis no céu,
estrelas antigas,
silêncio.

Dormem os outros,
que eu,
              calmo,
mastigo a paisagem
                    colossal.

Alguém, do alto do Azerbaijan Tower,
lê poemas de Florbela Espanca
e escuta canções de Flora Purim.
__________________

Anúncios

Esteja à vontade para comentar, desde que respeitosamente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s