GEMAS ACESAS SOB O VERMELHO (Webston Moura)

 

Há olhos desabitados:
o coração, dentro, alquebrado,
                                        ermo só.

Anjos lhes vêm cantar uma canção
que não funciona (um trem saiu dos trilhos
há tempos: era uma manhã de promessa,
mas não).

Há olhos que estão muito prontos para ver
o impossível ritmo de um peixe ou de uma flor
ou de um catavento quando música no fim da tarde.
__________________

Anúncios

Esteja à vontade para comentar, desde que respeitosamente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s