Há olhos desabitados:
o coração, dentro, alquebrado,
                                        ermo só.

Anjos lhes vêm cantar uma canção
que não funciona (um trem saiu dos trilhos
há tempos: era uma manhã de promessa,
mas não).

Há olhos que estão muito prontos para ver
o impossível ritmo de um peixe ou de uma flor
ou de um catavento quando música no fim da tarde.
__________________

Anúncios